Porque é importante Melhorar as apostas o seu método de Jogo !

Há um forte argumento que sugere que a estratégia de apostar em quantidade é mais importante do que onde apostar.

Analisamos cinco métodos ou sistemas populares. Continue a ler para descobrir qual a melhor estratégia.

O jogador profissional de blackjack e autor Ed Thorp, foi um contador-de-cartas bem sucedido.
Muito bem sucedido, diziam muitos, falando da sua habilidade nas mesas dos maiores casinos de Las Vegas que levou à implementação de plataformas múltiplas e ao início de uma guerra contra a contagem-de-cartas.
Apesar da sua experiência como jogador profissional – publicou dois livros sobre o assunto – ele atribuiu a maior parte de seu sucesso a um sistema ou desdobramento criado pelo matemático John Kelly Jr. diz este que: “Um sistema de jogo é talvez um terço a um quarto … do que irá obter no jogo.

Uma  estratégia de jogo pode ser dois terços ou três quartos “.

Claro, é fácil dizer que uma estratégia de jogo é importante. Mas o que torna uma estratégia útil nas apostas desportivas?
Com a influência de Alex Bellos ‘Alex’ s Adventures in Numberland, fizemos um mapa com os resultados de cinco estratégias de jogo com o limite de 500 apostas:

betting-staking-strategy-graph

O gráfico acima mostra os lucros e perdas de 500 apostas simuladas com cinco sistemas de jogo, com a probabilidade de ganhar a 55% a favor. A aposta inicial para cada método foi de 100 € (excepto para o método all-in, que inicialmente apostou logo tudo 1000 €). Cada sistema começou com uma banca de 1000 € cada simulação continua para cada método até fazer a aposta 500 (ou até que a sua banca seja eliminada).

A. All-IN apostar tudo
B. Martingale ou Gamarra
C. Aposta Fixa
D. Aposta Proporcional
E. Fibonacci

Como podemos ver, cada sistema de apostas oferece maiores retornos do que os outros e um, cai muito rapidamente.
Dos cinco sistemas que são descritas abaixo – qual a letra que acha que cada linha corresponde?

Estratégia 1: All-in, Apostar Tudo

Apostar toda a sua banca em cada aposta. A vantagem é que podemos obter grandes retornos rápidamente. A desvantagem? Assim que se perder, estamos sem dinheiro e fora do jogo.

Estratégia 2: Aposta Fixa

Apostar uma quantia fixa por cada aposta, e não variar não importa se ganha ou perde.

Neste exemplo, a aposta é de 100 €.
Como a probabilidade de ganhar é 55%, significa que com este método reduzimos drasticamente a chance de perder a banca toda.

Infelizmente, também significa que os ganhos são limitados embora aumentem de forma “lenta e constante”.

Estratégia 3: Martingale ou Gamarra

Apostar a dobrar depois de qualquer aposta falhada, para cobrir as perdas com os ganhos da próxima aposta.
Isto aumenta mais depressa do que a aposta fixa (estamos a dobrar a aposta para cobrir as perdas anteriores).
Mas se sofrermos perdas sequenciais, como as apostas exigidas continuam a dobrar, vamos muito em breve estar a apostar grandes quantias para cobrir as perdas.

Estratégia 4: Fibonacci

Aumentar a participação numa sequência chamada Fibonacci, em que se acumulam as perdas com os ganhos da próxima aposta.
Este método tem inconvenientes semelhantes ao método de Martingale em apostas desportivas, mas reduz a rapidez com que as mesmas aumenta se estivermos numa maré de derrotas (e portanto, também reduz a valor do que se ganha).

Estratégia 5: Aposta Proporcional

Apostar uma fracção da nossa banca em proporção ao limite.
Nesta simulação, foi utilizado o critério da fórmula Kelly para apostas desportivas proporcionais.
Com este método, a nossa aposta deve ser o limite dividido pela probabilidade.
Neste exemplo, como o limite é de 10% e as probabilidades são impares, 10/1 é 10.

Portanto 10% da banca que é de 1000 € deve ser apostado ou seja 100 €.
Caso a aposta seja bem sucedida, a próxima aposta aumentaria para 110 € isto é 10% da nova banca 1100 €, apostamos sempre 10% do que tivermos.
Isto significa que os ganhos aumentam mais rapidamente do que no sistema de apostas fixo, e as perdas também abrandam mais.

Como podemos ver a partir das descrições acima, a Aposta Proporcional parece ter uma vantagem natural sobre todos os outros sistemas ou desdobramentos.

Imaginemos que estamos na nossa última aposta com 100 € na banca aí continuaríamos apostando 10%, (e diminuindo a aposta), mantendo-nos em jogo por muito mais tempo do que um sistema de aposta fixa, onde a última aposta de 100 € seria a última aposta.

Qual é a melhor estratégia?

Apostar tudo traz grandes ganhos após a primeira aposta, ganhando mais duma só vez o que as outras fazem nas primeiras sete vezes, no entanto, a estratégia de apostas desportivas “ALL-IN apostar tudo” é eliminada logo na segunda rodada assim que perde.

A probabilidade de fazê-lo através de 500 rodadas mesmo a 55% é infinitamente pequena o que é praticamente impossível (embora tivéssemos ganho 67 mil milhões só até à rodada 27).

A simulação mostra que as técnicas de desdobramento diferentes têm resultados muito diferentes, mesmo se as variáveis permanecerem as mesmas.

Fibonacci e Martingale ou Gamarra – são sistemas de apostas desportivas progressivas – também começam fortemente, mas uma grande sequência de perdas seguida acaba por ser decisiva acabando com a participação destas.

Na nossa simulação, na jogada 83 (R83), perdemos 11 vezes seguidas.
Essas derrotas exterminaram totalmente ambas as estratégias de Fibonacci e Martingale, e no final desta Sequencia de perdas 11-em-linha o hipotético apostador Martingale teria que apostar 403 mil euros para recuperar as perdas.
Essa é uma quantia enorme, considerando que a bolsa deste seria de apenas 6.300 €.

Para o jogador da Fibonacci, a aposta máxima foi de 33.500 € com a sua banca a atingir o auge em 4.100 € antes de se extinguir.

O único sistema que não sendo de apostas proporcionais a evitar perdas foi o de Apostas Fixas, que acumulou lenta, mas constantemente.
Por volta da R83, Aposta Fixa tinha aumentado a sua bolsa até 3.400,00€ e, posteriormente, apenas caíra para 2.300€.

Não foi eliminado, mas não havia muito a mostrar para as 95 apostas.

Desenvolver a sua técnica ou desdobramento

A simulação acima mostra que as técnicas de desdobramento diferentes têm resultados muito diferentes, mesmo se as outras variáveis permanecerem as mesmas.

A diferença entre ser dizimado e terminar com 18.275 € depois de 500 apostas foi por simplesmente ter escolhido um sistema de desdobramento adequado.

É importante, contudo, lembrar que não existe um sistema “ideal”.
Embora o sistema do Critério de Kelly tenha funcionado no exemplo acima, haverá certamente outros sistemas desenvolvidos para diferentes tipos de apostas.

É importante descobrir quais, apostando num estilo apropriado para as suas apostas desportivas, normalmente por meio de pesquisa e simulação.

Também é importante lembrar que o sistema Critério de Kelly só funcionou porque sabíamos qual a probabilidade limite, que usamos para calcular o jogo.

Se o cálculo da margem estiver incorrecto, ainda vamos ter dificuldades faça o que se fizer.

Esteja atento às nossas estratégias do Guia do Apostador para ajudar a aguçar a sua compreensão das fórmulas e estratégias de apostas.

O perder consecutivamente 11-vezes-em-linha também afetou a estratégia de Apostas Proporcionais, reduzindo os ganhos que eram de 7.359 € para 2.286 € – inferior à de Apostas Fixas.

Isso mostra que Apostas Fixas protege bem os seus ganhos.

No entanto, no final da APOSTA nº500, Apostas Fixas apenas ganharia 6.400 € enquanto Apostas Proporcional que aumentava sempre 10% do total da banca, recuperou e tinha ganhado 18.275 €.

Os apostadores devem notar que este estudo é baseado numa enorme suposição de que probabilidade está a nosso favor, fixada em 55% sem o qual os resultados para todas as estratégias de desdobramento mudariam dramaticamente.